Como mesclar as cores de tinta na hora de tatuar?

tintas tatuagem
Share on facebook
Share on email
Share on whatsapp

Tatuagens coloridas são ótimas para realçar a arte escolhida. Porém, nem sempre as cores disponíveis estão de agrado do cliente e do tatuador. Nesse caso, é possível mesclar cores de tintas já existentes para criar uma terceira – nova e original.

Mas esse processo requer muita atenção e conhecimento sobre o material da tinta e o círculo cromático, a fim de garantir que as composições consigam se mesclar e que as cores vão, de fato, fazer sentido juntas.

O que saber antes de mesclar as tintas da tatuagem

Como falamos anteriormente, saber o tipo de tinta que você está trabalhando é fundamental para o processo de mesclagem de cores. Isso porque existem tintas à base de água e à base de álcool. As de álcool não podem se misturar entre si – e nem com outros tipos de tinta.

O álcool presente nelas, se associado a outras substâncias, pode resultar em materiais tóxicos para a pele. Por isso, é muito importante se certificar de que as tintas usadas na mesclagem são à base de água.

Como é feito o processo?

Para fazer a mesclagem de tinta, o tatuador deve escolher quais cores usará como base. Depois, é preciso forrar a superfície de trabalho com algum plástico apropriado para isso. A mistura deve ser feita lá, para garantir que nenhum outro material entre em contato com a tinta que está sendo criada.

Na hora de colocar as duas tintas separadas na superfície, é importante ficar atento a quantidade, para que não haja desperdício. Tintas de qualidade podem ser um pouco mais caras, portanto, tente usar somente o necessário. Uma quantidade pequena de tinta já pode servir para um desenho grande.

Misture as duas cores com uma agulha esterilizada até ficar no tom certo, que agrade o cliente. Quanto mais mesclagens o tatuador fizer, mais experiência ele ganhará. Assim, esse processo vai se tornando cada vez mais natural e intuitivo.

Efeitos de mesclagem de tintas na tatuagem

A mesclagem de tintas produz efeitos únicos na tatuagem. Ao misturar duas cores para alcançar uma terceira, o tatuador garante uma originalidade ao seu trabalho.

Muitas artes pedem cores que não estão disponíveis no mercado. Nesse caso, a mesclagem entra como uma ferramenta importante para alcançar o resultado desejado. Vários profissionais, inclusive, vêm a mesclagem de tintas como uma forma de tornar a cor mais vibrante e artística.

Além disso, até mesmo tatuagens que, à primeira vista, não são coloridas podem se beneficiar da mesclagem. Misturas entre preto e branco são formas de alcançar diversos tons de cinza. Essa mesclagem é ótima para tatuagens com sombreados, mais elaboradas. A diversidade do cinza garante, inclusive, mais profissionalidade ao desenho.

Cuidados adicionais

O processo de mesclagem de tintas, apesar de muito usado, não é tão fácil. Por isso, alguns cuidados são primordiais para garantir o melhor resultado possível. Se o tatuador não está muito acostumado com misturas de cor, é muito importante que – ao fazer a mesclagem – ele faça o suficiente para todo o desenho.

Assim, não terá o risco de ter que fazer a mesclagem novamente – já que, para iniciantes, pode ser difícil encontrar o tom exato de novo.

Quando a tatuagem for feita em mais de uma sessão, a dica – tanto para iniciantes, quanto para experientes – é padronizar a mesclagem. Anote quantas gotas de cada tinta de base foram usadas.

Assim, na próxima sessão, o profissional garante que terá o mesmo tom e qualidade da primeira sessão.

Receba mais notícias

Deixe seu email abaixo para ser incluído em nossa lista de comunicação.