Dicas de como fazer um bom retoque na tatuagem

tatuagem e dor
Share on facebook
Share on email
Share on whatsapp

Cada vez mais em alta, as tatuagens já são uma realidade em diversas sociedades ao redor do mundo. No Brasil o preconceito é coisa do passado. Afinal, é possível encontrar pessoas tatuadas nos mais diversos lugares e profissões. O sucesso das tattoos é inegável, mas, às vezes, ele depende de alguns detalhes, como saber executar um bom retoque na tatuagem.

Vale lembrar que principal objetivo de um retoque é dar mais vida à tattoo. Imagine uma tattoo com cerca de 20 anos de idade, por exemplo. Nesses casos, os retoques são praticamente essenciais para que a arte ganhe mais brilho e poder.

O procedimento, entretanto, requer atenção quanto a alguns pontos — tanto de tatuadores como de clientes. Para solucionar as principais dúvidas sobre o assunto, continue com a gente na sequência!

O que é, afinal, considerado um retoque na tatuagem?

Independentemente da arte escolhida, um dos pontos mais importantes de uma tatuagem é a vivacidade das cores. Soma-se a isso a habilidade do profissional durante a criação e reforço dos contornos das linhas do desenho. Conforme o grau de detalhamento, mais complexo se torna a transformação dos traços em arte.

Em resumo, retocar consiste em adicionar uma nova finalização na tattoo. O processo pode ser previsto antes do início da própria tatuagem. Mas há muitos casos de retoques motivados pela solicitação dos clientes. Quando o cliente retorna pedindo um ou mais retoques, o tatuador precisa demonstrar que está apto a executar o trabalho.

Qual é o cuidado prévio mais importante antes de se retocar uma tatuagem?

primeiro e mais importante aspecto relacionado aos retoques de uma tatuagem se refere aos processos de cicatrização. Antes de iniciar o procedimento, a pele precisa estar totalmente curada. Nunca é demais lembrar que a tatuagem é um procedimento que agride a pele — machuca mesmo! Por isso, é fundamental que a epiderme tenha tempo suficiente para se recuperar antes de qualquer nova intervenção no local.

O que realmente precisa ser retocado?

O retoque consiste em refazer o trabalho efetuado pelo tatuador depois do término “oficial” da tattoo. Se o retoque não foi combinado antes do início das sessões, a primeira coisa que o tatuador deve fazer é ouvir o cliente. Por que ele está insatisfeito? É com a qualidade do traço em si? Ou o problema está no baixo brilho das cores?

Talvez, o sombreamento de determinada parte não tenha ficado como o esperado. Fato é que nem sempre é preciso restaurar toda a tattoo. Saber ouvir o cliente é fundamental para entender o pedido de retoque. A partir daí, o tatuador pode se dedicar aos pontos que realmente merecem a atenção dele.

Caso você não preste atenção no cliente, corre o risco de mexer onde não devia e, assim, causar consequências desastrosas. Então, para fazer um bom retoque na tatuagem é necessário trabalhar ao máximo a sua precisão e foco. Concentre-se apenas no que deve ser alterado, sejam a intensidade das cores, o realinhamento do traço ou a revisão do sombreamento.

Quem realmente precisa de um retoque na tatuagem?

Não é raro oferecer o trabalho de retoque, mesmo que, em princípio, o trabalho extra seja desnecessário para aquela tattoo. É importante salientar que qualquer pessoa pode necessitar de um ajuste do tipo. O processo de cicatrização varia de um indivíduo para outro, o que interfere no resultado final. Isso significa que, por melhor que seja o trabalho, ainda assim existe a probabilidade de se fazer uma ou mais sessões de retoques.

Essas dicas são primordiais para que você consiga realizar um bom retoque na tatuagem. Siga cada uma delas e certamente não terá problemas na hora de atender pedidos de retoques nas tattoos.

Receba mais notícias

Deixe seu email abaixo para ser incluído em nossa lista de comunicação.