Fatores que são levados em consideração na fabricação de tintas micropigmentadoras

fabricacao
Share on facebook
Share on email
Share on whatsapp

Saiba quais são as principais características e em que devemos nos atentar!

O que é primordial no processo de fabricação até chegar nas prateleiras?

A fabricação de tintas micropigmentadoras consiste em diversos fatores a serem levados em consideração antes da entrega, para que possa garantir um resultado final satisfatório, mantendo a qualidade do produto e preservando a segurança do cliente e do profissional que irá utilizá-lo.

Visando a saúde e o bem-estar, além dos padrões que garantam a aprovação e liberação para o comércio, por meio do principal órgão responsável pela fiscalização, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os fabricantes devem se atentar às normas requeridas para não se complicarem na praça.

O que precisamos saber?

O pigmento está presente em tudo que possui cor, desde plásticos e cerâmica, até tintas de parede. Existem pigmentos orgânicos e inorgânicos e, comumente, ambos são utilizados pelos profissionais desta área.

O pigmento orgânico consiste em um sistema de produção agropecuária ou a partir de processos extrativistas, livre de processos químicos, que não prejudicam o meio ambiente. Derivado de produtos naturais como o papel, a madeira, o carbono entre outros, estes são os mais utilizados em indústrias farmacêuticas, de cosméticos e também tatuagens. Essas indústrias são diretamente ligadas à micropigmentação. Em questão de alergias ou reações na pele, é o mais seguro e indicado.

O inorgânico tem um risco maior quando se trata de alergias ou outras irritações na pele, por ser derivado de metais, como ferro, chumbo, cobre entre outros. Nos dias de hoje, não é o favorito, sendo frequentemente substituído pelo orgânico.

É verdade que a reação da pele varia de indivíduo para indivíduo e talvez um absorva melhor o pigmento orgânico e outro o inorgânico. Por isso, ambas as linhas ainda são utilizadas normalmente.

E o que mais devemos levar em consideração?

No tópico acima, conferimos algumas das principais características dos pigmentos e agora vamos evidenciar alguns outros fatores importantes durante a fabricação das tintas micropigmentadoras.

Os fabricantes que seguem e respeitam rigorosamente os padrões adequados, costumam se destacar pela qualidade e excelência, desde os cuidados necessários no processo de produção, passando pelo estado e qualidade dos equipamentos, até a quantia apropriada de itens utilizados para garantir destaque não apenas no resultado do pigmento, mas também para não entrarem na zona de risco e serem barradas na fiscalização.

É de extrema importância saber que, por mais que as marcas aprovadas pela Anvisa sejam de extrema qualidade, não é recomendável que sejam misturadas, pois pode haver algumas diferenças, mesmo que sutis, que podem interferir diretamente no resultado final do procedimento.

Quem trabalha no ramo de estética, também não pode deixar de se atentar a essas informações, conferir quais são os produtos de melhor qualidade no mercado, se são realmente certificados pela já citada Anvisa, além de sempre realizar um acompanhamento em relação ao processo de cicatrização dos clientes, sempre questionando sobre os efeitos e reações posteriores ao procedimento da micropigmentação.

Receba mais notícias

Deixe seu email abaixo para ser incluído em nossa lista de comunicação.