Guia passo a passo para calcular o preço da tatuagem

preço tatuagem
Share on facebook
Share on email
Share on whatsapp

Tatuar é uma arte que poucos tem a maestria para executar com perfeição. Apesar de infelizmente ainda existir enraizado em algumas pessoas o preconceito acerca dessa profissão, devemos valorizar o tatuador e todo o seu empenho artístico sempre, pois não é um trabalho para qualquer um.

Muitos tatuadores iniciantes (e até alguns experientes) têm a dúvida de como calcular o valor da arte que reproduzem na pele das pessoas. Por isso, criamos esse guia passo a passo de como precificar a tatuagem, para auxiliar e facilitar a vida de todo mundo que já se perguntou “quanto devo cobrar”.

Passo 1: verifique suas despesas relacionadas à profissão

A começar pelas despesas fixas. Aqui você irá colocar no papel todos os gastos que você sabe que terá mensalmente a longo prazo. Entram nesse quesito o valor do aluguel, impostos, conta de luz e água, internet, telefone e transporte. Outros possíveis gastos caso você já tenha um estúdio estabelecido são com funcionários e também com marketing, como anúncios pagos.

Após verificar essas despesas fixas, é hora de colocar no papel as despesas variáveis. Aqui entrarão os gastos com materiais, como tinta, agulhas, biqueiras, luvas, máscaras, papel toalha, papel hectográfico e outros relacionados à atividade.

Passo 2: verifique as despesas pessoais

Como qualquer ser humano neste planeta, os tatuadores também precisam de um teto para morar e comida para sobreviver. Por isso, o segundo passo é calcular todas as despesas pessoais, como aluguel, impostos, alimentação, carro, e lazer, além de possíveis investimentos na profissão como faculdades e reformas no estúdio.

Todos esses custos devem ser levados em consideração para conseguir chegar ao passo 3.

Passo 3: Defina o custo por hora

Após colocar tudo no papel, chegou a hora de calcular quanto custam 60 minutos do seu dia. Esse passo irá definir o valor base mínimo que você deve cobrar em um trabalho para não quebrar. Junte os gastos, observe quantos dias no mês você irá trabalhar e quantas horas por dia e faça um cálculo médio até chegar no valor da hora.

Passo 4: Defina o valor do seu trabalho

Após se conseguir um valor base por hora, chegou o momento de definir o valor do trabalho. Aqui você deve levar em consideração a sua experiência como tatuador, estilo e técnica e muitos outros fatores que influenciarão no trabalho e no seu nível de dedicação na mesma arte. Alguns fatores importantes são o tamanho, que irá definir não só o tempo gasto como também a quantidade de material gasto; as cores, detalhes e estilo de traço; a parte do corpo a qual será feita a tatuagem, uma vez que algumas exigem maior destreza; e a exclusividade do desenho, uma vez que uma arte nova feita por você deve ser cobrada extra.

Passo 5: junte os valores

Após descobrir o custo base da hora e o custo do seu trabalho, é só unir ambos que você terá o custo final da tatuagem que deverá ser cobrado de seu cliente!

Se você gostou do passo a passo, não deixe de conferir mais dicas em nosso site!

Receba mais notícias

Deixe seu email abaixo para ser incluído em nossa lista de comunicação.