Por que a pigmentologia é importante na elaboração de tintas para micropigmentação?

pigmentologia
Share on facebook
Share on email
Share on whatsapp

A micropigmentação tem sido uma técnica cada vez mais utilizada na área de estética. Nos últimos anos, ela tem se tornado muito popular nas sobrancelhas e tem como objetivos desenhar e preencher falhas da região a longo prazo. Como consequência, ela devolve a autoestima da cliente. Mas por que a pigmentologia é importante na elaboração de tintas para micropigmentação?

Vale salientar que não é só na sobrancelha que a técnica pode ser aplicada: ela corrige falhas no couro cabeludo, boca e até nos olhos. Sua popularidade tem se dado por causa de fatores como durabilidade e naturalidade do design.

O que é pigmentologia?

Antes de tudo, é importante entender o que é pigmento e como esse componente trabalha para fazer o design da área escolhida. Ele é uma substância com consistência de pó que, misturado a outros elementos líquidos, assume a forma de tinta. Entre os diferenciais do pigmento escolhido, estão durabilidade e fixação do produto.

Pigmentologia é o estudo da forma como esses pigmentos se compõem e fixam na nossa pele. Dessa forma, ela busca entender os processos de seleção e percepção da cor, antes que as tintas sejam aplicadas. Um dos fatores importantes para ser estudado é a diferença entre pigmento orgânico e inorgânico.

Os orgânicos são sintetizados em laboratório, a partir de derivados do petróleo e da combinação de elementos que envolvem em sua estrutura molecular o carbono e hidrogênio. Eles se transformam em cor por meio de processos como exposição a altas temperaturas, pressão, resfriamento e eletricidade.

Já os pigmentos inorgânicos têm sua origem de metais e minérios, mas também são sintetizados em laboratório. A escolha do pimento que vai ser usado depende dos resultados desejados pelo cliente e a experiência do profissional.

Enquanto o orgânico tem mais facilidade de fixar na pele, o inorgânico se mantém de maneira mais superficial, devido à composição química. Entre as propriedades que os diferenciam e cujos estudos são essenciais para a elaboração de tintas para micropigmentação estão: densidade, opacidade, absorção de óleo e poder de cobertura.

Qual a importância desse conhecimento?

A pigmentologia é de essencial importância para o processo de micropigmentação e a satisfação do cliente. Conceitos como luz, profundidade de implantação, cor e tonalidade são definidos com esse estudo.

Dessa forma, o profissional tem mais segurança e experiência sobre a cor obtida durante o procedimento e após a cicatrização, bem como sombras, tonalidade e durabilidade. Eles são importantes para que o resultado seja o esperado.

Entre os benefícios estão também a fidelização de cliente e produtividade. Isso acontece porque o conhecimento vai dar mais praticidade para o processo, diminuindo o tempo de escolha das tintas da micropigmentação e se destacando no mercado.

Para garantir um serviço de qualidade, é importante que além do conhecimento técnico e teórico sobre o assunto, os profissionais tenham acesso a produtos que garantem um efeito satisfatório. Trabalhamos com equipamentos e tintas para processos de micropigmentação e temos mais de 35 anos de experiência no mercado, além de possuirmos certificado da Anvisa, garantindo a confiança dos produtos.

Receba mais notícias

Deixe seu email abaixo para ser incluído em nossa lista de comunicação.