Principais cuidados de higiene e limpeza nos estúdios de beleza

estudio make
Share on facebook
Share on email
Share on whatsapp

Tão importante quanto a qualidade do serviço que o estúdio de beleza oferece é o quanto o estabelecimento se preocupa em seguir as regras de higiene e limpeza.

Um estúdio que não segue as normas, corre o risco de ser multado e fechado pelos órgãos responsáveis até que regularize suas atividades, além de colocar em risco a saúde de funcionários e clientes.

Riscos da falta de higiene no estúdio de beleza

Cuidados com a biossegurança de um estabelecimento de estética são extremamente importantes, pois resguardam tanto os clientes quanto os funcionários.

Através de um procedimento sem a devida higienização dos instrumentos e do local, o profissional e o cliente ficam expostos a agentes transmissores de doenças, como:

– Vírus;

– Fungos;

– Bactérias;

– E outras patologias.

Além disso, é comum que os profissionais da estética estejam muito expostos a produtos químicos que podem ser nocivos para sua saúde pela falta dos cuidados necessários. Por isso, através da Lei N°12592, foram estabelecidas algumas regras obrigatórias para todas as empresas do ramo de beleza.

Principais cuidados para manter a boa higiene e limpeza do estúdio de beleza

Além das obrigatoriedades exigidas por lei, existem algumas normas técnicas de uso voluntário para que os estúdios de beleza possam ter o máximo de proteção.

Veja, abaixo, alguns dos principais cuidados:

Regras gerais da Anvisa quanto ao espaço

– Estabelecimento precisa ser regularizado pela Anvisa;

– Possuir um local próprio para lavagem e esterilização dos materiais;

– Ter ventilação e circulação de ar;

– Cadeiras, colchões e macas devem ser de material impermeável e com bom estado de conservação;

– O local deve sempre estar limpo e organizado.

Uso de EPIs

EPIs são Equipamentos de Proteção Individual, desenvolvidos para a segurança do profissional. No caso dos funcionários de um estúdio de beleza, o uso de máscaras, luvas e aventais os protegem de contatos com fluídos corporais, possíveis transmissores de doença.

Além disso, essas EPIs também garantem a segurança em caso de uso de produtos químicos. É importante ressaltar a utilização de sapatos fechados no ambiente para a proteção dos pés.

Higienização

Antes de qualquer procedimento, é necessário que o profissional higienize as mãos, mesmo com o uso das luvas. No caso da micropigmentação, o local que irá receber a técnica também deve ser higienizado.

É importante também que o profissional estabeleça uma boa comunicação com o cliente antes do procedimento para explicar quais medidas de higiene serão aplicadas em seu atendimento.

Os materiais utilizados para realizar o procedimento devem ser descartáveis. Caso não sejam, precisam ser devidamente esterilizados antes do uso.

Após a aplicação, o descarte dos materiais deve ser feito em lixo hospitalar, devidamente identificado, com tampa e pedal. Luvas e máscaras também devem ser trocadas a cada novo procedimento.

Após a esterilização dos materiais não descartáveis, eles devem ser embalados e guardados em local próprio.

Estes e outros cuidados mostram a responsabilidade do estúdio com os seus clientes e funcionários, além de garantir melhor resultado do produto final, com consciência e profissionalismo.

Receba mais notícias

Deixe seu email abaixo para ser incluído em nossa lista de comunicação.