Tinta para tatuagem: conheça os diferentes tipos que existem

tinta tattoo
Share on facebook
Share on email
Share on whatsapp

Você conhece os tipos de tintas para tatuagem que existem? Fazer uma tatuagem é algo muito comum hoje em dia e quem carrega desenhos no corpo já não sofre tanto preconceito como antes. Sendo assim, por que não saber um pouco mais sobre essa expressão corporal tão em evidência? Conheça agora os diferentes tipos de tintas para tatuagem.

Tipos diferentes de tintas para tatuagem

As tintas para tatuagem são feitas a partir de substâncias químicas. As cores variadas são resultado do tipo de produto usado na composição da tinta. Veja a seguir as principais cores das tintas usadas nas tatuagens.

Preta: a tinta de cor preta é derivada basicamente do carvão. Atualmente, é a tinta mais comum em tatuagens e a que causa menos reações alérgicas, pois não tem derivados do metal como os outros tipos.

Verde: a tinta verde é obtida através de sais de cromo.

Amarela e vermelha: essas tintas são feitas a partir do cádmio. A tinta de cor vermelha também tem em sua composição o mercúrio. Por isso, é a tinta que mais pode provocar alergias já que o mercúrio é um metal bastante agressivo.

Marrom e rosa: essas duas cores são obtidas a partir de sais de ferro que, por sua vez, possuem cádmio em sua composição.

Azul: as tintas de cor azulada são formadas por sais de cobalto.

Branca: já a cor branca das tatuagens tem óxido de titânio na composição.

Tintas para tatuagens e reações alérgicas

Depois de escolher a tatuagem é preciso muito cuidado na hora de optar pelo profissional que vai fazer o seu desenho. Como algumas tintas para tatuagem podem causar reações alérgicas é fundamental que todas elas sejam certificadas e liberadas pela Anvisa.

Infelizmente, é muito comum a adulteração das tintas utilizadas e essa prática pode gerar graves problemas de pele como alergias, ferimentos, coceiras, além de lesionar diferentes órgãos e aumentar a incidência de câncer.

Portanto, as tintas para tatuagem devem ser sempre originais, de marcas reconhecidas no mercado e, claro, com selo da Anvisa. São cuidados que garantem não só a saúde de quem está sendo tatuado, mas também a qualidade da arte produzida.

O tatuador também deve ter o cuidado de não exagerar na pigmentação que, muitas vezes, é desnecessária e aumenta o risco de alergias. Outra observação que merece atenção é a alergia provocada por tintas específicas como o lilás, turquesa, o roxo e o rosa.

São tintas potencialmente alérgicas e, caso a pessoa escolha uma tatuagem com essas cores, precisa fazer um teste com 24 horas de antecedência com o objetivo de identificar a reação do corpo. Sintomas como bolhas, coceira, inchaço e vermelhidão são sinais de irritação da pele.

E quem pensa que a reação alérgica acontece logo após a conclusão da tatuagem, está enganado. Em muitos casos, o problema no local tatuado pode surgir meses após a realização do procedimento e o dermatologista deve ser procurado diante dessa situação.

No artigo de hoje você pôde saber um pouco mais sobre a origem e os tipos de tinta para tatuagens que são mais utilizados, além de ficar alerta sobre as reações alérgicas que podem surgir se não forem utilizadas tintas originais e certificadas. Portanto, na hora de escolher a sua tatuagem não foque apenas em estética, mas principalmente, na saúde da sua pele.

Está buscando produtos de qualidade para o seu estúdio de tatuagem ou de micropigmentação? Nós disponibilizamos uma grande variedade de pigmentos que farão diferença no seu trabalho. Entre em contato e conheça os nossos produtos.

Receba mais notícias

Deixe seu email abaixo para ser incluído em nossa lista de comunicação.